CXNobre

Estados de Espirito

A Vida Num Sopro

Esta é mais uma opinião sobre o ultimo livro do José Rodrigues dos Santos. Mas será a minha opinião.

Em primeiro tornei-me um leitor assíduo deste autor, do qual já li todos os livros. É o único autor de quem li todos os livros, e a em cada um sou surpreendido.

"A vida num sopro" foi uma viragem muito inteligente e interessante em relação aos últimos 3 livros. Voltou à formula de "A filha do Capitão" (o melhor romance até agora) e desviou-se da linha CODEX, FORMULA DE DEUS (a melhor abordagem sobre o tema que jamais li) e SÉTIMO SELO (o livro menos bom do conjunto, desculpe me dizer...).

Mas o JRS tem uma formula de escrita fantástica. A sua técnica prende-nos, sem nunca nos aborrecer. São livro "grossos" e "pesados", mas só no seu aspecto, pois devoram-se com uma velocidade e com um prazer ímpares.

Mas a sua técnica, que eu acho fantástica, faz uma coisa que realmente me prende. Não houve nenhum dos seus livros, em que eu não aprendesse bastante. Senão vejamos, de uma maneira muito simplificada:
- A Ilha das Trevas - A história atribulada de Timor
- A filha do Capitão: Portugal inicio do século / 1ª Guerra Mundial
- CODEX - A historia de Cristóvão Colombo e a teoria a ela associada
- A Formula de Deus - A relação entre Deus e a Ciência
- Sétimo Selo - A problemática do petróleo e da poluição
- A Vida num sopro - Portugal nos anos 30, a PIDE (PVDE) e a Guerra de Espanha

Sobre este ultimo livro, achei magnifico a abordagem sobre as atrocidades da Guerra de Espanha - os fuzilamentos arbitrários, a legião estrangeira; O inicio da ditadura em Portugal - o inicio das atrocidades da PIDE, que muitos querem esquecer, mas nunca o devemos fazer; e a tacanhez e atraso do nosso povo, que ainda hoje se nota.

Tudo através de uma História de Amor simples mas muito realista. A passos tantos pensei de repente que estava perante Romeu e Julieta, ou ainda, como é que o JRS vai desfazer o novelo... Mas com mestria acabou e fechou o livro de uma maneira elegante, triste é certo, mas muito bem. (Confesso que gostaria de um fim mais feliz...´)

E Agora, estou sem livro para ler. JRS quando é que sai o próximo??

Mais uma vez PARABÉNS

É um livro obrigatório

2 comentários:

O Santo disse...

Concordo com quase tudo o que escreves.
Também espero que o próximo saia depressa, mas espero que volte o suspense.
Gostava de acrescentar um comentário à Ilha das Trevas: Ninguém está preparado para o que vai encontrar no final. A carta daquele pai é de tal forma descritiva que visulizamos a cena com um terror inesquecivel.
Nem uma pessoa insensivel fica indiferente.

annamaria.gaal disse...

Eu so li o CODEX antes de por a mao neste.
Mas gostei imenso,e um livro mt mt bom.Por acaso acabei ontem de ler, e confesso tambem fiquei triste com o final,nunca se esgotam as solucoes, e Luis encontrava solucao de certeza.Mas foi bom..porque a msg foi ele preferiu morrer do que viver naquele pais.Doi, mas e verdade,nao e ficcao,tenho a certeza que naquele tempo encontravam-se situacoes similares.
Eu nao sou portuguesa,mas (e se calhar mesmo por isso) li o livro parece que absorvia tudo,adorei aprender tanto sobre Portugal ,sobre os costumes e sobre a mentalidade..mt limitada das pessoas naquela altura.
Por exemplo ,no final do livro, quando eles leem a poema do Fernando Pessoa.

Are you talking to me?

Seguidores

Quantos já me aturam

Gosto destes

Pode dar jeito